Parque das Nações 4975-8494 | Sta Terezinha 4997-2788 contato@wizardsantoandre.com.br

Dia 23 de novembro é o dia da Black Friday, data em que as lojas dos Estados Unidos oferecem grandes descontos nos preços das mercadorias. Inspiradas pela ideia, muitas marcas brasileiras aderiram ao dia recheado de promoções e, ao longo dos últimos anos, vêm oferecendo bons descontos em lojas e sites de e-commerce. No entanto, a maneira como conhecemos a data aqui no Brasil é um pouquinho diferente da norte-americana. Vamos conferir?

A história por trás da Black Friday
A Black Friday é um evento realizado na quarta sexta-feira do mês de novembro, exatamente um dia após a comemoração do Dia de Ação de Graças, feriado tradicional para a cultura norte-americana. O termo nasceu na década de 1960 e é utilizado para marcar o início da temporada de compras para o Natal.

Acredita-se que o termo black é uma referência à maneira como os grandes descontos oferecidos proporcionam lucros aos lojistas que, com a alta nas vendas, saem do vermelho – na época, os registros financeiros eram feitos à mão, e a tinta preta indicava lucro, enquanto a cor vermelha marcava os meses com prejuízo.

Imagem: 91ª Parada de Ação de Graças da Macy’s, na cidade de Nova York, em novembro de 2017 (Shutterstock)

A predileção pela sexta-feria se dá pela Parada de Ação de Graças, organizada anualmente pela loja Macy’s desde 1924, cuja principal função é dar início às celebrações e às compras de fim de ano.

Temporada de compras
Oferecendo diversos descontos, os varejistas perceberam que é possível gerar um grande volume de venda, e ao longo dos anos, a data se transformou em uma das mais rentáveis para o comércio norte-americano. Atualmente, o pico das promoções ocorre entre a quinta e a sexta-feira, mas os preços continuam diferenciados ao longo de todo o final de semana, e nos e-commerces há grandes oportunidades ainda na segunda-feira – data batizada como Cyber Monday.

Segundo a National Retail Federation (NRF), as compras de Natal efetuadas entre novembro e dezembro de 2017 somaram 691,9 bilhões de dólares. A organização afirma ainda que 174 milhões de norte-americanos compraram produtos ao longo do feriado – desde o Dia de Ação de Graças até a Cyber Monday.

Longas filas para grandes promoções
Devido à tradição de descontos, a Black Friday é um fenômeno cultural e econômico nos Estados Unidos. Dessa maneira, a data traz algumas características diferentes em relação ao comportamento do público consumidor.

Muitas lojas iniciam suas vendas às 5 horas na sexta-feira, enquanto outras grandes marcas abrem as portas ainda na quinta-feira, ao final da tarde, virando a madrugada com muitas promoções.

Atualmente, há uma predileção pelas compras on-line, mas ainda existe uma grande movimentação nas lojas físicas, essencialmente voltadas às promoções especiais, oferecendo um estoque limitado de produtos com grandes descontos. Por isso, é comum encontrar longas filas e grandes aglomerações nas portas das redes varejistas.

Produtos desejados
Durante os cinco dias, os principais produtos mais procurados pelos consumidores são eletrônicos e brinquedos, mas todo tipo de item ganha grandes descontos. Em alguns casos, os valores baixam tanto que nem mesmo a loja é capaz de lucrar com tais vendas, porém é diretamente beneficiada pelo grande volume de compras e de clientes.

Muitas marcas divulgam no começo do mês quais produtos estarão em promoção e seus valores. Tais informações são normalmente anunciadas nos sites de cada loja ou em pequenas revistas comerciais disponibilizadas pelas redes varejistas.

Há também alguns sites especializados na data, como o blackfriday.com, dedicado a noticiar dicas e comunicados, informando também as promoções e os horários de funcionamento das principais lojas, como Macy’s, Target e Best Buy, por exemplo.

Fenômeno Cyber Monday
A Cyber Monday é um evento relativamente recente. O termo foi empregado pela National Retail Federation no ano de 2005 para se referir à onda de promoções e compras realizadas on-line na primeira segunda-feira após o Dia de Ação de Graças.

Ao perceber a forte tendência econômica da data para as lojas físicas, muitos e-commerces apostam em descontos e promoções em seus sites, oferecendo ao público preços melhores pagos do conforto da sua casa. O fenômeno vem crescendo, e em 2017 os gastos com o consumo on-line durante a data somaram 3,36 bilhões de dólares, segundo dados divulgados pela ComScore.

Bacana, né? Com certeza, todos nós gostaríamos de estar lá e aproveitar para fazer umas comprinhas. E se você ficou curioso, pode descobrir mais algumas informações interessantes sobre Thanksgiving em um post especial sobre o assunto!

Seja bilíngue!
Confie em quem é comprometido com o seu aprendizado e quer ver você vencer.