Parque das Nações 4975-8494 | Sta Terezinha 4997-2788 contato@wizardsantoandre.com.br

É incrível ver os diferentes sotaques que existem ao redor do mundo. Apesar de o idioma ser o mesmo, cada região possui as próprias características, mudando o sotaque e, inclusive, alguns termos e expressões. Ao olhar para o Brasil, pode-se perceber uma grande diferença entre os falantes dos diversos estados. Ao notar esse fato, é mais fácil entender como os países podem sofrer alterações linguísticas, afinal se em um país há modificações linguísticas, imagine ao redor do mundo.

Como lidar com os sotaques?
O inglês, como é considerado a língua universal, ganha diferentes interpretações. Seria impossível massificar apenas uma maneira de pronunciar esse idioma, ainda mais quando entende-se a proporção em que ele se estende ao redor do mundo. O grande segredo para começar a entender diferentes sotaques é praticar.

O listening, independentemente de sotaque, depende de dedicação. Ao adquirir fluência no idioma, se torna mais fácil de diferenciar e entender, mas a prática deve começar desde cedo. Separamos alguns dos sotaques mais comuns para te ajudar a compreender melhor:

Sotaque britânico
Caracterizado pelo sotaque “carregado”, os britânicos ainda mantém alguns aspectos tradicionais da origem da língua inglesa, ou seja, seguem um padrão mais tradicional do que em outros lugares do mundo. Algumas das expressões que você pode ouvir frequentemente são “What’s the craic?”, que se assemelha a “E aí, como você está?” e “I’m knackered.”, que quer dizer que alguém está muito cansado.

A Zoella, youtuber que fala inglês britânico, além de poder te ajudar nessa missão de entender diferentes sotaques, é uma ótima pedida para quem quer se divertir. Além de extremamente carismática, a inglesa aborda diferentes assuntos em seu canal e conta com participações interessantes.

Sotaque canadense
O sotaque canadense varia bastante de acordo com a região na qual o falante está. Apesar de ser o sotaque que mais se assemelha ao americano, há algumas regiões que são fortemente influenciadas pelo francês e, consequentemente, possuem algumas diferenças no sotaque. Expressões como loonie, que ao redor do mundo refere-se a alguém louco, no Canadá é utilizada para se referir à moeda do país.

Andrew Huang, canadense que fala sobre música em seu canal do YouTube, nos dá a oportunidade de aprender e praticar não só assistindo aos seus vídeos, mas também na diversão de ouvir a composição de suas músicas incríveis. É um youtuber que vale a pena conhecer.

Sotaque australiano
Apesar de bem parecido com o inglês britânico, o sotaque australiano também possui suas peculiaridades. Expressões como “can’t be bothered” e “brekky” são específicas desse idioma. Can’t be bothered é semelhante à expressão brasileira “não se dar ao trabalho de fazer algo”, enquanto brekky nada mais é do que café da manhã.

Para entender melhor esse tipo de sotaque, há a youtuber australiana Georgia Productions. Quem ainda não conhece esse canal, corre! Se você quer garantir boas risadas durante o aprendizado do idioma, o canal da Georgia é o certo para você.

Sotaque americano
Um dos sotaques mais conhecidos e estudados do inglês é o americano. Isso se deve graças à potência que o país é. Uma dica para conhecer melhor a pronúncia e o sotaque é o canal do YouTube VagaBrothers. Os dois irmãos viajam ao redor do mundo em busca de novas culturas, culinárias e muitas experiências incríveis. Além de ser um canal divertido, também é uma forma de aprender um pouco sobre as diferentes culturas e tradições que existem pelo mundo.

Dicas gerais
Uma das melhores maneiras de aprender os diferentes sotaques é “treinando o ouvido”. O tão temido listening é fundamental para que haja total absorção das diferentes formas de pronúncia do inglês, um idioma essencial para inúmeras situações. Aprender inglês não precisa ser complicado; é possível conciliar o aprendizado e a diversão. Alguns exemplos que podem te ajudar a desenvolver um bom entendimento da língua são filmes, músicas e até mesmo youtubers, já que, além de proporcionar contato com diferentes sotaques, também são fontes de entretenimento.

Ao iniciar uma conversa com alguém que possui um sotaque diferente do a que você está habituado, não há problema nenhum em pedir para a pessoa repetir a fala. Além de criar possíveis novas amizades, é um bom treino para ambos essa troca de culturas e experiências com a linguagem.

Gostou desse post? Veja outros que podem te interessar:
O QUE SIGNIFICA A EXPRESSÃO BREAK A LEG?

COMO É A BLACK FRIDAY NOS ESTADOS UNIDOS